ABITAM
Valorização do Produto Nacional
Confiança no Produto Nacional

Notícias

Consumo de petróleo terá pico até 2030 e depois terá declínio, prevê Shell

28/07/2017 | Reuters


Expansão de carros elétricos e medidas restritivas para uso de combustíveis a base de petróleo devem motivar declínio do consumo após 2030, aponta estudo.

O consumo de petróleo no mundo poderia atingir seu pico até o fim da próxima década, disse o presidente da Royal Dutch Shell, Ben van Beurden, nesta quinta-feira (27/07). Após esse período, o consumo deve cair, com o aumento dos já que os veículos elétricos estão se tornando mais populares, prevê o executivo da Shell.

A perspectiva de um declínio no consumo de petróleo após mais de um século de crescimento, à medida que o mundo opta por queimar combustíveis mais limpos, está ganhando ritmo. Na quarta-feira, o Reino Unido anunciou planos de proibir veículos a diesel e à gasolina até 2040, seguindo uma medida semelhante da França.

"Eu acho que são anúncios muito bem-vindos, eles também são anúncios muito necessários", disse van Beurden a repórteres após a maior companhia de petróleo da Europa reportar uma alta acentuada no lucro trimestral.

No cenário mais provável projetado pela companhia anglo-holandesa, com veículos à bateria substituindo motores tradicionais de combustão, o consumo de petróleo atingirá seu pico no início da década de 2030, disse ele.

Com o uso elevado de biocombustíveis na mistura, a demanda pode atingir seu pico até o fim da década de 2020, acrescentou.

Mas, segundo o relatório, o petróleo ainda será necessário por décadas, uma vez que provavelmente continuará sendo o principal combustível para aviões, navios e caminhões pesados, disse van Beurden a repórteres.

 


Voltar
Twitter Facebook

Copyright© 2017 Todos os direitos
reservados a Associação Brasileira
da Indústria de Tubos e Acessórios de Metal

Praça Tiradentes, nº 10, sala 2801 – Centro
Rio de Janeiro / RJ - CEP: 20060-070
E-mail: assessoria@abitam.com.br

Desenvolvido por Prodweb - Produtora Digital